Calypso And Why David Sedaris Is A Genius

Depois de acabar de ler certo livro, gosto sempre de ler reviews de outras pessoas para saber se vão de encontro com a minha. A verdade é que, normalmente, a percentagem de pessoas que gosta de um livro é igual à percentagem que não gosta. Mas enquanto lia o Calypso do David Sedaris, o meu pensamento foi sempre: é impossível haver alguém que não tenha gostado deste livro. O livro é um conjunto de ensaios e toca em temas como o suicídio, envelhecer, vida após a morte, mas sempre mantendo o registo de humor que é tão característico do David Sedaris. E quando digo humor, chega mesmo ao ponto de estarem sozinhos a rirem-se à gargalhada (no pior dos casos, estão no metro e toda a gente está a olhar para vocês). Podem esperar mais posts sobre o trabalho do David Sedaris, pois assim que acabei de ler o Calypso fiz logo outra encomenda com mais algumas das suas obras. E quanto às reviews, estava certa, não encontrei uma única que fosse negativa.

Every time I finish a book, I always like to read other people reviews, just to see if they're similar to mine. Usually the percentage of people who like the book, it's the same as the percentage of people who didn't like it. But while I was reading Calypso by David Sedaris, I always had this thought in my mind: there's no way someone has not enjoyed this book. It's a collection of essays and touches on topics as suicide, ageing, afterlife, but always with a sense of humour very characteristic of David Sedaris. And when I say humourous, I mean laughing out loud by yourself (on the best case, it can also happen to laugh out loud surrounded by people on the subway). You can expect more posts about David Sedaris' books because as soon as I finished Calypso, I ordered more books by him. And I was right about the reviews, I couldn't find a bad one.


"Increasingly at Southern airports, instead of a "good-bye" or "thank-you", cashiers are apt to say, "Have a blessed day". This can make you feel like you've been sprayed against your will with God cologne. "Get it off me!" I always want to scream. "Quick, before I start wearing ties with short-sleeved shirts!".
5 Tips If You're Going To London

Já vos mostrei os outfits que fotografei em Londres e também todas as outras fotografias que tirei por lá, mas ainda tenho mais um post sobre Londres para partilhar com vocês. Tenho para vocês cinco dicas se estão a pensar visitar a cidade. Espero que vos sejam úteis.

I already shared with you the outfits I wore in London, and all the photos I took while I was there, but I still have one more post about London for you. So here are five tips if you're thinking about going to the city. I hope you find them helpful.


1. Use Revolut

As primeiras vezes que fui a Londres, cambiei sempre dinheiro. No entanto, assim que descobri o Revolut que não tenho usado outra coisa. Podem cambiar o vosso dinheiro sem qualquer taxa associada e, basicamente, funciona como qualquer outro banco. Podem ler mais sobre esta app NESTE post que fiz.

The first times I went to London I exchanged some money. However, since I found out about Revolut that I haven't been using anything else. You can exchange your money without paying any taxes and is basically like any other bank. You can read more about it on THIS post I wrote a few months ago.

2. Use Contactless Credit Card or Oyster Card On The Tube

A forma mais rápida de andarem por Londres é, sem dúvida, de metro. A linha é enorme e muito fácil de usar. Podem usar o vosso cartão de crédito contacless para pagar, ou então podem comprar um Oyster card e ir carregando conforme acharem melhor. Como costumo estar em Londres, mais ou menos, cinco dias, a opção mais vantajosa é carregar o Oyster card para uma semana.

The quickest way to get around London is by tube. They have a huge line, and it's really easy to navigate. You can use your contactless credit card, or you can buy an Oyster card that you can charge as you go. I'm usually in London for five days, so the best deal is to charge the Oyster card for a week.

3. Visit Museums For Free

Visitar Londres não é nada barato, mas há imensas coisas que podem fazer grátis, como por exemplo visitar museus. É o plano perfeito para um dia chuvoso e Londres tem museus fantásticos. O Tate Modern, Victoria & Albert, o museu de História Natural, o British Museum (e muitos outros) têm todos entrada gratuita.

Visiting London is not cheap, but there are a lot of things you can do for free, like visiting museums. It's the perfect rainy day activity, and London has some great museums. Tate Modern, Victoria & Albert, Natural History Museum, British Museum (and many more) all have free entrance.

4. Don't Forget The Power Adapter

No Reino Unido a tomada da corrente eléctrica é muito diferente da nossa, por isso não se esqueçam de comprar um adaptador e levá-lo com vocês. Eu, normalmente, tenho sempre o meu na minha mala, assim, se por algum motivo tiver de carregar o meu telemóvel num café, estou sempre preparada.

In the UK they use plugs which are very different from the other European countries and the US, so don't forget to buy a power adapter and to take it with you. I even take my on my bag so if by any chance  I have to charge my phone in a coffee shop, I'm always ready.


5. Check The Best Days For The Markets

Londres tem mercados fantásticos, mas é importante saber os melhores dias para os visitar. O Borough Market está aberto todos os dias da semana e é óptimo para comer alguma coisa, mas mercados como o Columbia Road Market ou Brick Lane Market estão abertos apenas ao Domingo.

London has amazing markets, but you have to know the best days to visit them. Borough Market is open all week and is perfect to grab a bite, but markets like Columbia Road Market or Brick Lane Market only happen on Sundays.
How Reading Changed My Life

Muitas vezes me dizem: "como consegues ler tanto, eu nunca tenho tempo para nada". Deixem-me vos dizer, já fui assim. No ano passado, devo ter lido dois livros no máximo. Mas no início deste ano, criei o objectivo para mim mesma de ler, pelo menos, um livro por mês. Fiquei tão fã de ler que não só alcancei o meu objectivo, como já o ultrapassei. E é tão fácil de o fazer, a solução é reduzir o tempo em frente de ecrãs. Passamos tanto tempo em frente ao telemóvel/computador que se conseguirmos reduzir esse tempo e passarmos a ler, vão dar por vocês a ler um livro por semana. Talvez em vez de verem dois episódios da vossa série favorita, vejam apenas um e no resto do vosso tempo livre leiam um livro. Em vezes de passarem horas em frente do Instagram antes de adormecerem, peguem antes num livro. Sem se aperceberem, ler vai-se tornar um hábito e, inconscientemente, vai fazer parte da vossa rotina. Mas por favor, continuem a visitar o meu blog, conseguem fazer os dois XD.

Often people tell me: "how do you read so much? I just don't have the time for it". Let me tell you, I have been there. Last year, I probably read two books. But on the begging of this year, I set the goal to read at least one book each month. I became such a fan of reading that I not only reached my goal, but I have also exceeded it. And it's so easy to do it, you just have to reduce screen time. We spend so much time in front of our phone/laptop that if we reduce that time and read instead, you will find yourself reading a book each week. Maybe instead of watching two episodes of your favourite tv show, just watch one and spend the rest of your free time reading. Instead of scrolling through Instagram before bed, just turn wifi off and grab a book. And as soon as you realise, reading is a habit and, unconsciously, is part of your routine. But please keep reading my blog, you can do both XD. 

blazer and bag VINTAGE | t-shirt ZARA | jeans WEEKDAY | sneakers PUBLIC DESIRE

photos by LILIANA
The Apps I Use For My Instagram Stories

Ultimamente, tenho recebido imensas perguntas sobre as apps que tenho usado nas minhas Instagram Stories e, como tal, decidi fazer este post para esclarecer todas as vossas dúvidas. Vou partilhar com vocês todas as apps que uso, desde a app que deixa as fotos com um efeito analógico (isto se não forem mesmo analógicas), à app que uso para fazer colagens. Se por acaso tiverem mais alguma dúvida, deixem nos comentários.

Lately, I've been getting a lot of questions about the apps I use on my Instagram Stories, so I decided to write this post to answer all your questions. I'm going to share all the apps I use, from the one I use to get photos to look analogic (if in fact, they aren't analogue) to the app I use to make collages. If you have any other question, leave them in the comments below.


Dazz Cam
(4,99€ per year)

Esta é a app que mais tenho usado ultimamente e também a app pela qual recebo mais perguntas. É com ela que consigo criar o efeito de fotografias analógicas nas minhas Instagram Stories. Têm vários tipos de câmaras que podem escolher (tanto para fotografar, como filmar) e é só escolher as vossas favoritas.

This is the app that I've been using the most lately, and also the one I get more questions about. With this app, I can achieve the analogue look in all my photos. You have a lot of cameras you can choose from (both to photograph with or to film), you just have to choose your favourites.




Unfold
(free)

Todas as colagens que faço é com o Unfold. A aplicação é grátis e tem alguns templates que também o são, no entanto, os meus favoritos são todos pagos, é o exemplo deste template que imita película de filme.

I use Unfold to all the collages I make. The app is for free, and there are a few templates that are free as well. However, my favourites are all paid, like this template that looks like film.


A Reflection On Trends

Tendências. Quando algo é adoptado por grande parte da sociedade, geralmente associado ao vestuário. Já por aqui falei sobre isto, mas sempre achei que não sou pessoa de seguir tendências. Sei aquilo que gosto e não é por estar "na moda" que acabo por comprar determinada peça. No entanto, penso que todos nós, inconscientemente, acabamos por segui-las. E eu incluída. Basta olharmos para este bucket hat. Nunca fui grande fã de bucket hats, no entanto, nestes últimos tempos tornaram-se uma grande tendência. Somos tão inundados com imagens dos mesmos que acabamos por gostar. É o caso perfeito de primeiro estranha-se, depois entranha-se. E o mesmo me aconteceu por exemplo com a bombazine ou então com as calças flare. Somos influenciados por aquilo que vemos e, como tal, é perfeitamente normal que sigamos tendências, mesmo que às vezes seja difícil admiti-lo. 

Trends. When something is adopted by a large part of the society, usually associated with clothing. I already talked about this, but I always thought of myself as someone who doesn't really follow trends. I know what I like, and I don't buy something just because is trendy. However, I think that we all, unconsciously, end up following trends. Me included. Let's take a look at bucket hats. I was never a big fan of this accessory, but they became such a huge trend that I find myself wearing them more and more. We are so stimulated by images that, somehow, we end up liking something that we used to dislike. And the same has happened to me with corduroy or flared trousers. We are hugely influenced by what we see, so it's totally normal to follow trends, even if sometimes it's hard to admit it.

jacket BERSHKA | top STRADIVARIUS | jeans H&M | bag VINTAGE | sneakers VANS

photos by MARTA
Why You Should Read 'Conversations With Friends'

Depois de ler o 'Normal People' da Sally Rooney (podem ler a minha opinião sobre esse livro AQUI), sabia que tinha de ler o seu outro livro. E se gostei do primeiro, com o 'Conversas Entre Amigos' fiquei ainda mais fã do trabalha da Sally. É um romance sobre duas estudantes e a sua relação com um casal casado. É uma história de amor, mas com uma dinâmica completamente diferente daquilo que estamos habituados. Mais uma vez, fiquei impressionada com a forma de escrita da Sally. As suas histórias não são perfeitas, mas são autênticas. Às vezes dão por vocês a adorar as personagens e, no minuto seguinte, a odiá-las, mas é aí que percebem o quão genial a Sally Rooney é. Acabei por gostar mais deste livro do que o 'Normal People', mas são os dois livros fantásticos.

After reading 'Normal People' by Sally Rooney (you can read my opinion on that book HERE), I knew I had to read her other book. And if I liked the first one, 'Conversations With Friends' made me even more fan of Sally's work. It's a novel about two college students and the connection they forge with a married couple. It's a love story, but with a dynamic that we're not used to. Once again, I was impressed with Sally's writing. Her stories aren't perfect, but they feel authentic. Sometimes you love the characters, sometimes you hate them, but that's the magic of Sally's writing. I actually ended up preferring this to 'Normal People', but both books are amazing.

"I was a very autonomous and independent person with an inner life that nobody else had ever touched or perceived."
The Film Diary #7 | The London Edition

E aqui está a segunda parte das fotos de Londres. Eu sei que são imensas fotos, mas gostei tanto delas que não tinha forma de deixar algumas de lado. E posso-vos dizer que cada vez estou mais apaixonada por fotografia analógica. Nesta viagem, apenas fotografei os outfits com a máquina digital, tudo o resto foi com a analógica e não me arrependo nada. Mas digam-me, o que acham das fotos?

And here's the second part of the photos from London. I know they're a lot of photos, but I liked them so much that there was no way I wouldn't share all of them with you. And I can tell you that each day I like more and more analogue photography. On this trip, I only used the digital camera to shoot my outfits, all the other photos I used my analogue camera, and I don't regret it at all. But tell me, what do you think about the photos?


Loading...