Some Of My Latest Outfits

Começamos a semana com alguns dos meus últimos outfits. Acho que estes outfits, apesar de serem bastante simples, até são bastante diferentes uns dos outros. Mas quero imenso saber qual o vosso favorito. É sempre super engraçado ver como cada um de vocês tem uma escolha diferente. Digam-me então nos comentários, qual o vosso outfit de eleição.

We start the week with some of my latest outfits. Although they're all very simple, I think these outfits are very different from each other. But I really want to know which one is your favourite. It's really fun to see how you all pick different ones. So, tell me in the comments which one is your favourite.
The Film Diary #1

Aqui está o resultado das fotos tiradas com a minha máquina nova. As "Disposable Series" chegaram ao fim, mas vão dar lugar ao "The Film Diary", onde vou continuar a mostrar-vos fotos que vou tirando em analógico. Apesar da máquina ser uma point and shoot e ser bastante fácil de utilizar, ainda estou a aprender a melhor forma de a usar, mas gostei imenso do resultado das fotos. E vocês? O que acham?

Here are some photos which were taken with my new analogue camera. The "Disposable Series" came to an end, but now we have "The Film Diary", where I will keep sharing with you analogue photos. Although the camera is a point and shoot, I'm still learning the best way to use it, but I'm really pleased with how the photos turned out. And what about you? Do you like them?


Making The Post

Lembram-se daquele programa da MTV onde costumavam mostrar o making-of de um videoclip? Eu adorava esse programa! Bem, visto que não gravei nenhum videoclip, vou-vos contar a história por detrás do último post que escrevi sobre terapia. Não é uma história super engraçada, mas é a prova de que a inspiração pode aparecer a qualquer momento. Não sei o que há de tão especial com banhos, mas tenho sempre imensas ideias quando estou no banho (acho que já tinha comentado isto com vocês). E foi exactamente isso que aconteceu. A parte mais engraçada é que tive de apressar o banho para conseguir escrever tudo. Eu sei o quão má a minha memória é, e a probabilidade de me esquecer de tudo o que tinha na cabeça era muito grande. Por isso, imaginem isto: eu, enrolada na toalha, em frente ao computador, a escrever o post. E sabem que mais? Estava tão inspirada que escrevi este mesmo post logo de seguida.

Do you remember that MTV program where they used to show how the artists recorded their music videos? I used to love that show! Well, since I didn't record any music video, I'm going to tell you the story behind the last post I wrote about therapy. It's not a very funny story, but it really is proof of how inspiration can come out of nowhere. I don't know what it is with showers, but I get so many ideas while I'm in the shower. And that was exactly what happened. The funny part is that I had to really rush out of the shower to write everything down. I know how bad my memory is and I would defenitly forget everything I had in my head. So just picture this: me, wrap up in a towel, in front of my computer, writing that down. And you know what? I was so inspired that I'm writing this post right after that one.

t-shirt MANGO | skirt BERSHKA | shoes MARYPAZ | bag VINTAGE

photos by MARTA
On My Reading List #4

Acho que todos nós acabamos por ler bem mais no Verão. Quer estejam de férias, ou apenas passem umas horas na praia durante o fim-de-semana, normalmente, um livro é sempre a companhia ideal. Na semana passada falei-vos do livro que acabei de ler, mas ora aqui está a minha reading list do momento.

I think we all end up reading more during Summer. Either you're on vacation, or you just go to the beach on the weekend, a book is a perfect companion. Last week, I told you about the book I finished reading, but today I'm sharing with you my current reading list.

Conversations With Friends by Sally Rooney

Na última reading list que fiz, mencionei o segundo livro da Sally Rooney, Normal People, e é o livro que estou a ler neste momento (podem esperar uma review brevemente). Estou a gostar tanto que já estou a pensar encomendar o seu primeiro livro, Conversations With Friends. É mais um romance da escritora com muito boas críticas e mal posso esperar por ler.

On the last reading list I wrote, I mentioned Sally Rooney's book, Normal People, that is actually the book I'm currently reading (you can expect a review very soon). I'm really enjoying it, so I'm already thinking about ordering her first book, Conversations With Friends. It's also a novel, and it has such good reviews that I can't wait to read it.

The Rules Do Not Apply by Ariel Levy

E porque uma reading list sem um livro de memórias, não seria uma lista feita por mim, estou com imensa curiosidade para ler este livro da Ariel Levy. Conhecida pelos seus ensaios, este livro é uma extensão dos mesmos, onde relata uma altura da sua vida onde perdeu o seu marido, o seu filho e a sua casa.

A reading list without a memoir, it wouldn't be a list made by me, and I'm really curious about this book by Ariel Levy. Very well known by her essays, this book is an extension of them, and it's an insight into a moment of her life when she lost her husband, her son and her house.

Grace by Grace Coddington

Qualquer pessoa que se interesse pelo mundo da moda, admira a Grace Coddington, a famosa directora criativa da Vogue Americana. Este livro conta-nos a sua história, desde o início da sua carreira como modelo, até aos seus dias na Vogue. 

Anyone who's into fashion, admires Grace Coddington, the famous American Vogue creative director. This book tells us her story, since the beginning of her career as a model, until her days on Vogue.
Does Everyone Need Therapy?

Não sei se já repararam, mas a maioria dos títulos dos posts que escrevo são perguntas. Normalmente, não tenho resposta para essas perguntas e uso o post como forma de discutir o assunto com vocês ou encontrar qualquer tipo de resposta nos vossos comentários. Mas, pela primeira vez, tenho uma resposta. E é sim, todos nossos precisamos de terapia. Todos temos problemas. Alguns problemas grandes, outros mais pequenos e outros problemas grandes que podem parecer pequenos para outras pessoas e vice-versa. Portanto, se podemos ter alguém a ajudar-nos a resolver esses problemas, o que há de tão errado com isso? Tal como estamos cientes que o exercício faz bem ao nosso corpo (podemos escolher não fazer *cough cough* eu), mas sabemos que é algo bom para nós. E também é a terapia. Podes pensar que não é de todo para it e, acreditem, já pensei assim, mas, neste momento, não me importava nada de experimentar. Afinal de contas, o mote da terapia é o crescimento e, tal como exercício, todos nós podemos beneficiar de uma boa sessão de terapia.

I don't know if you have noticed it, but most of the titles of the blog posts I write are questions. I usually don't have an answer for them, and I write those posts to discuss the subject with you and maybe find an answer in your comments. But, for the first time, I have an answer. And it's yes, we all need therapy. We all have problems. Some big, some small, some big that seem small to other people and vice-versa. So if we can have a little help to solve them, how bad can that be? Just like we all know is good to our body to exercise (some might decide not to do it *cough cough* me), but we know it's good for us. And so it's therapy. You might think it's not for you, and trust me, I've been there, but I'm definitely open to trying it. Ultimately, therapy is about growth and, just like exercise, we can all benefit greatly from it.

t-shirt MANGO | trousers and bag VINTAGE | sandals ZARA

photos by LILIANA

A Guide To Sustainable Fashion W/ Maria Galvão de Sousa

Depois do post com a Marta sobre comprar em lojas vintage (que podem ler AQUI), achei que estava na hora de aprofundar o tema da sustentabilidade na indústria na moda. Gostei bastante do formato de ter um convidado e, para este tema, ninguém melhor que a Maria Galvão de Sousa para nos dar algumas dicas de como sermos mais sustentáveis nas nossas escolhas. Aqui estão então três dicas da Maria.

After the post with Marta about shopping at vintage stores (that you can read HERE), I thought it was time to talk a bit more about sustainability in the fashion industry. I really liked having a guest and, for this subject, no one better than Maria Galvão de Sousa to gives us some tips on how to be more sustainable. So here are three tips.

1. Buy Less, But Better

Compra roupa que gostes e que vais ter no armário durante bastante tempo, ou que podes vender novamente porque são peças fantásticas. Compra roupa que seja intemporal e não apenas porque está na moda. Compra em marcas pequenas, apoia jovens talentos e dá-lhe a oportunidade de continuarem a produzir peças incríveis. Compra em segunda-mão ou vintage, as peças mais sustentáveis são aquelas que já existem.

Buy clothes you love and that you will keep for long or that you can resell because they're so great. Buy clothes because they will last and not because they're on-trend. Buy small brands, support young talents and give them an opportunity to continue to produce awesome garments. Buy second-hand or vintage, the most sustainable pieces are the ones that already exist.

2. Recycle, Resell, Reuse

Dá uma segunda vida às tuas roupas. Revende, dá a um amigo ou doa aquelas peças que já não usas ou que já não te servem. Recicla e reutiliza peças que já não uses. Pode tornar-se uma peça completamente diferente se a reciclares, como Lavoisier disse: "Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma".

Give a second life to your clothes. Resell, give to a friend or donate the ones you don't use anymore or no longer fit. Recycle and reuse the garments and pieces you don't use. They may become a new piece if recycled or a new product, as Lavoisier wisely said: "In nature, nothing is created, nothing is lost, everything changes".


3. Talk To Your Favourite Brands And Government Officials

Não estás contente com a forma como a tua marca favorita produz as suas colecções? Não há leis suficientes no teus país para proteger os trabalhadores da indústria da moda? Manifesta-o, fá-los perceber isso. Fala com as tuas marcas favoritas, explica o teu lado e tenta mudar isso. Fala também com os oficiais do governo, envia uma carta e diz o que não está bem. Faz-te ouvir e faz a diferença. 

Not happy with the way your favourite brand is producing their collections? There are not enough regulations to protect the fashion workers from your country? Manifest it, take them accountable. Talk with your favourite brands, explain them your side and why you're not happy, try to make them change. Also, same for government officials, send them a letter and tell them what you think it's not right. Make yourself heard and make a change.
The Best Sneakers To Wear With Your Everyday Outfits

O nome deste post poderia também ser "A Love Letter To Vans Old Skool", porque, basicamente, são as minhas sapatilhas favoritas de sempre. Já passei pela fase Chuck Taylor da Converse ou as Superstar da Adidas, mas estas Vans serão sempre as meninas dos meus olhos. Na altura optei pela cor preta e não podia ter escolhido melhor. São super versáteis e tanto ficam bem com calças como com vestidos ou saias. Mas o que mais gosto é mesmo a vibe vintage que têm, o que dá sempre um ar muito cool a todos os outfits. Portanto, se andam à procura de umas sapatilhas confortáveis para usarem no dia-a-dia, estas são a escolha perfeita. Digam-me, também são fãs? E, se não, quais são as sapatilhas que não conseguem largar?

I could have named this post "A Love Letter To Vans Old Skool" because they really are my favourite sneakers ever. I went through the Converse's Chuck Taylor phase and also Adidas' Superstar, but these will always be my favourites. When I bought them, I went with the black ones and it was the best choice. They are very versatile and look amazing both with trousers and skirts or dresses. But what I really love about them is the vintage vibe they have, which give a very cool vibe to any outfit. So, if you're on the hunt for the perfect sneakers for your everyday outfits, these are the best choice. But tell me, are you also a fan? And if you're not, which sneakers you can't take off?
The Age Of All Fake Everything

Já repararam que vivemos uma altura em que tudo o que é falso é quase a norma hoje em dia? Abrem o Instagram e é pestanas falsas, bronzeado falso e unhas falsas por todo o lado. Já para não falar daquelas mudanças mais drásticas como os lip fillers ou o aumento do peito. Não estou com isto a querer dizer que seja mau, mas, esteticamente, eu não gosto. Acho tudo o que seja natural bem mais bonito, mas parece que este tipo de pensamento é bastante raro nos dias de hoje. Vivemos numa altura em que tudo o que é falso é visto como o ideal de beleza. E, sinceramente, não sei até que ponto isto é saudável? Não estamos nós a querer esconder as nossas imperfeições a todo o custo e a tornarmo-nos clones uns dos outros? Li esta frase um dia destes e acho que faz todo o sentido mencioná-la neste post: "Que acto rebelde é amares-te a ti próprio naturalmente, num mundo de falsas aparências". Vamos então tentar ser mais rebeldes e amar as nossas imperfeições.

Have you noticed that we live in a time that everything fake is kind of the rule? You open your Instagram and it's fake lashes, fake tan and fake nails everywhere. And not to mention more drastic changes like lip fillers of breast implants. I'm not saying this is bad, I'm just saying that, aesthetically, I don't like it. To me, everything natural is so much more beautiful, but I feel like thinking like this is very rare nowadays. We live a time where fake is seen as standard beauty. And, honestly, I don't know how healthy that is. Aren't we trying to disguise our imperfections and becoming clones of each other? I read this quote the other day and it makes so much sense to mention it in this post: "What a rebellious act it to love yourself naturally in a world of fake appearances." So let's try to be more rebel and love our imperfections.

bodysuit and sandals ZARA | jeans H&M | bag VINTAGE

photos by MARTA
Loading...