Mais uma semana que está a chegar ao fim e mais uma quantidade de coisas que quero partilhar com vocês. Esta semana, além do habitual podcast, tenho também um filme para vos recomendar, entre outras coisas. Mas como já sabem, basta continuar a ler para descobrir tudo o que me chamou a atenção esta semana.


Another week coming to an end, and a bunch of things I've liked that I want to share with you. This week, besides the usual podcast, I also have a movie recommendation for you, among other things. But as you already know, just keep scrolling so you can find everything that caught my attention this week.


Movie: Snu


Este é um filme português de 2019, mas só agora o vi e adorei. Primeiro, adorei a história. Não conhecia a história da Snu, mas achei mesmo muito inspiradora. Apesar de se focar muito no seu romance com Francisco Sá Carneiro, mostra-nos o quão forte ela era. Segundo, o filme tem uma imagem incrível. Daqueles cenários lindos que nos faz sonhar. Terceiro, o soundtack é igualmente incrível. Eu consegui ver o filme online através da minha operadora, mas, se não estiver disponível para vocês, a RTP vai passar o filme na próxima segunda-feira.


This is a Portuguese movie from 2019, but I only watched it recently, and I loved it. Firstly, I loved the story. I didn't know much about Snu, and I found her very inspiring. Even though the movie focuses a lot on her love story with Francisco Sá Carneiro, it also shows the viewer how strong she was. Secondly, the movie has a beautiful image. It's full of backgrounds that make you droll. Thirdly, the soundtrack is equally amazing. I found the movie online, and I'm pretty sure you can find it with subtitles.



Podcast: Bunga Bunga


Já por diversas vezes vos disse que sou bastante fã da comediante Whitney Cummings. Além do seu podcast Good For You (do qual eu sou ouvinte), lançou há poucos dias um novo podcast bastante diferente do primeiro. Chama-se Bunga Bunga e leva-nos através da vida de Silvio Berlusconi. Como passou de homem de negócios, a primeiro-ministro sem qualquer experiência política, expondo todos os escândalos em que esteve envolvido. Bunga Bunga tem 8 episódios, todas as semanas sai um novo e ainda não chegou ao fim. Nunca tinha ouvido nenhum podcast deste género, quase que parece um documentário, mas estou a adorar.


I've said several times before that I'm a huge fan of the comedian Whitney Cumming. Besides loving her podcast Good For You, she now launched a new podcast very different from the first one. It's called Bunga Bunga, and it takes us through the life of Silvio Berlusconi. How he went from a businessman, to prime-minister with no political experience, exposing all the scandals he was involved in. Bunga Bunga has 8 episodes, every week comes out a new one, and it hasn't finished yet. I've never listened to a podcast like this one, it almost feels like a documentary, but I'm really loving it.




Instagram Account: @catarinamira


Na verdade, a conta de Instagram da Catarina Mira não é algo que apenas tenha descoberto esta semana, mas, ultimamente, tenho-a achado especialmente inspiradora. Sempre adorei as fotografias que partilha e também sou muito fã do seu blog. Mas o que me chamou a atenção foi os Reels que tem criado. São tão simples e tão bonitos. São mesmo lufada de ar fresco no meio de todos os típicos vídeos do TikTok que tanto se partilha.


Actually, Catarina Mira's Instagram account is not something I only found this week, but, lately, I've been finding it very inspiring. I always loved her photography, and I'm also a huge fan of her blog. But what really caught my attention was the Reels she has been creating. They're so simple but so beautiful. They really are a breath of fresh air in the middle of all the usual TikTok videos that everyone shares.




 


Pode ser um pouco prematuro dizer isto, mas acho que finalmente encontrei o meu estilo. Como podem ver pelos últimos outfits que tenho publicado, todos eles têm algo em comum. São todos bastante minimalistas, com tons neutros e, por vezes, até um pouco andrógenos. É o caso deste outfit. Preto e muito simples. E, realmente, é assim que me tenho sentido bem. É assim que me sinto eu, se me faço entender. É bom saber aquilo que gosto e sentir-me bem a usar isso mesmo. Também não tenho feito grandes compras (tirando este top lindo que encontrei no flea market por apenas 0,5€) e tem sido muito bom para descobrir diferentes formas de usar aquilo que já tinha no armário. É também uma forma de ser mais criativa e, claro, o ambiente agradece. Se daqui a uns meses vou estar a escrever um post sobre como o meu estilo mudou completamente? Talvez. Mas também não há crise, mas, neste momento, é assim que me tenho sentido fiel a mim mesma, espero que gostem tanto quanto eu.


It might a bit too early to say this, but I think I finally figured out my personal style. As you can tell by the latest outfits I've been sharing, they all have something in common. They're all very minimalistic, in neutral tones, and, sometimes, even a bit androgynous. Like this outfit for example. Black and very simple. It really is how I've been feeling good. It's how I feel really myself if you know what I mean. And it's really good to know what I like, and only wear that. I also haven't been shopping a lot (okay, I bought this beautiful top at a flea market for only 0,5€), and it has been good to find new ways how to wear what I already had in my closet. It's also a way to be more creative, and, obviously, it's so much better for the environment. Am I going to write a post saying that my style changed drastically in a couple of months? Maybe! But there's nothing wrong with that, but right now this is how I feel good and feel like I'm truly myself, I hope you like it as much as I do.


top and bag VINTAGE | trousers and shoes MANGO




Como vos disse da última vez que publiquei uma review a um livro do Haruki Murakami, não sabia muito bem dizer o que tinha achado do livro, mas sabia que queria ler mais livros deste autor e foi isso mesmo que fiz. Decidi então ler o 1Q84, o primeiro volume de uma trilogia com o mesmo nome. Se já leram algum livro do Murakami, a base da história é comum a todos os seus livros: duas personagens com histórias completamente diferentes, de um lado Aomame (uma mulher independente, professora de artes marciais, e do outro lado Tengo (professor de matemática) e, de alguma forma, o percurso destas personagens cruza-se. Como podem ver, muito ao estilo do escritor. Penso que já conseguem encontrar esta trilogia em apenas um livro, mas por ainda só ter lido o primeiro volume, este cruzamento das personagens, apesar de já estar implícito, ainda não aconteceu. Mas, sem dúvida, que quero ler os restantes livros. O escritor consegue sempre criar uma história com muito mistério e fantasia, algo que eu tenho vindo a gostar cada vez mais. Já algum de vocês leu esta trilogia? Adorava saber o que acharam.

As I've told you the last time I posted a review one of the Haruki Murakami's books, I didn't know how I felt about it, but I knew I wanted to read more of his work, so that's exactly what I did. I decided to read 1Q84, the first book of the trilogy with the same name. If you read Murakami before, the foundation of the story is pretty much the same: two characters very different from each other, on one side Aomame (an independent woman, martial arts teacher), and on the other side Tengo (a maths teacher), and, somehow, the path of these two characters crosses. As you can tell, very in line with Murakami's style. I think you can already find this trilogy in just one book, but since I've only read the first volume, you can sort of tell that these characters have something in common, but it's not revealed yet. But I definitely want to read the other two books. The writer really knows how to write a page-turning story with a brilliant mix of mystery and fantasy, something I'm really starting to enjoy. Have any of you read this trilogy? I would love to know what you thought about it.


"If you never noticed, it never happened."

 




Os blogs chegaram ao fim. Quantas vezes já ouviram isto antes? Eu já ouvi imensas, mas não estou nada de acordo. Desde 2011 que tenho este blog (nem acredito que é assim há tanto tempo) e vi o crescimento dos blogs e também o declínio dos mesmos. Mas não acho que os dias dos blogs tenham chegado ao fim. Claro que as pessoas cada vez mais procuram consumir conteúdo de uma forma mais rápida, mas também penso que, por vezes, sabe bem ir mais devagar e ver algo que foi criado com carinho e consideração. Eu adoro tirar um pouco do meu tempo livre e ver os meus blogs de moda favoritos. Sim, também gosto muito do Instagram, mas nem sempre é suficiente para mim. Eu gosto de ver as fotografias num ecrã grande, eu gosto de ler o texto que foi pensado para as acompanhar e gosto de ver o lado mais criativo da pessoa por detrás dessas fotografias e desse texto. Eu gosto mesmo muito de ler blogs. E essa é uma das razões pelas quais ainda tenho este blog. Gosto mesmo muito de criar conteúdo e nem sempre o Instagram ou qualquer outra rede social é suficiente para mim. Eu gosto de partilhar mais. Eu quero partilhar música, livros, fotografias, restaurantes, e gosto de o fazer à minha maneira. Eu quero ser o mais criativa possível e dar asas à minha imaginação. Para não mencionar o facto de que todas as fotografias que partilhamos nas redes sociais não são nossas, a partir do momento em que as partilhamos, elas pertencem à rede social em questão. Eu gosto de saber que tenho o meu próprio espaço, onde posso ser eu mesma e partilhar aquilo que bem me apetecer. Não estou a dizer que não gosto do Instagram, não é de todo o caso, também adoro partilhar fotografias lá. Mas também adoro este blog e enquanto me fizer feliz, estarei aqui a escrever-vos e a partilhar conteúdo. E se estão a ler isto, tenho a certeza que não acham que os blogs já não são relevantes. Tal como estão a ver o meu blog, tenho a certeza que veem muitos outros e faz-me feliz saber que ainda há pessoas que se importam. Obrigada!


Blogs are over! How many times have you heard this before? I have. A lot. But I don't agree with it. Since 2011 that I run this blog (crazy, I know) and I've seen the growth of fashion blogs, and then the decline, but I don't think blogs are over. Yes, people more and more are addicted to quick information, but sometimes feels good to slow down and see something put together with thought and consideration. I love to take some of my off time to read some of my favourite fashion blogs. Yes, I love Instagram, but it's not always enough for me. I like to see photos in a full screen, I like to read the text that accompanies those images, and I like to see the creative side of the person behind the blog. I truly love reading blogs. And that's one of the reasons why I still run this blog. I really love creating content, and I don't feel like Instagram or any other social media app is enough for me. I like to share more. I like to share music, books, photos, restaurants, and I want to do it my way. I love to be creative, and let my imagination fly. Not to mention that everything you post on social media apps is not owned by you, those photos/videos belong to the app. I like to know I have my own little space, where I can be myself, and share what I really like. I'm not saying I don't like Instagram, it's totally not the case, I love sharing photos over there, but I also love this blog, and for as long as it makes me happy, I will be here writing and creating content for you. And if you're reading this, I'm sure you don't think blogs are over. I'm sure you read other blogs as well, and it makes me happy to know that some people still care. Thank you.



top and bag VINTAGE | jeans and sandals ZARA





Aqui estão algumas fotografias destes últimos dias tiradas com o meu telemóvel. São fotografias tiradas entre o Porto e Vila Nova de Cerveira. Apesar de adorar a cidade e sentir que é na cidade que pertenço, tenho adorado passar tempo no campo, no meio da Natureza. Espero que gostem das fotos!


Here are some photos from this latest couple of days shot with my phone. These photos were taken between Porto and Vila Nova de Cerveira. Even though I love the city and I feel like I belong here, I've been loving to spend some time in the countryside, surrounded by nature. I hope you like the photos.




 


Terminamos a semana com um roundup dos últimos outfits que partilhei por aqui. Qual é o vosso favorito? Eu acho que o meu é o terceiro. É super simples, básico e com um dos meus acessórios favoritos do momento, o boné. Claro que também gosto de todos os outros, mas este é a minha escolha. Mas agora adorava saber a vossa. Deixem-me nos comentários.


We finish off the week with a roundup of the latest outfits I've shared over here. Which one is your favourite? I think mine is the third one. It's very simple, basic, and with my favourite accessory right now, the baseball cap. Obviously, I love all the others, but this is my choice. Now I would love to know yours. Let me know on the comments below.



Lembram-se do tempo em que um lenço era única e exclusivamente apenas para andar ao pescoço? Pois, nem eu. É um acessório que adoro e tenho gostado de explorar diferentes formas de o usar. Uma hipótese é na cabeça, fica super giro com um outfit mais simples ou numa ida à praia, ou, como podem ver neste outfit, como top. E a melhor parte é que com apenas um lenço têm vários tipos de tops, apenas têm de escolher a vossa forma favorita de fazer o nó. Neste outfit, eu decidi atá-lo atrás e fiquei com um top novo. É algo que eu adoro nos tempos de hoje. No que toca a moda, já não há muita diferença entre o certo e o errado. A diversão está na quebra das regras e de pensar fora da caixa. Olhar para uma peça e criar as nossas próprias regras. Sinceramente, há uns anos atrás não me passaria pela cabeça que usar fato-de-treino na rua seria tão cool. Ou que ira adorar a combinação de preto com azul escuro. É bom ver como ao longo do tempo, estas "regras" são algo que deixamos para trás e trazemos o nosso lado mais criativo ao de cima. É algo que, a meu ver, devíamos trazer para outros campos da nossa vida também.


Do you remember the times when the only way to wear a scarf was around your neck? Yeah, me neither. It's an accessory that I love, and I've been loving to explore new ways to wear it. You can wear it as a hair accessory, it looks really cute with a very simple outfit or with a beachy outfit, or, as you can see by this outfit, as a top. And the greatest thing is that with just one scarf, you have a lot of options on how to wear it, you just need to decide where to tie it up. On this outfit, I decided to tie it up in the back, and there you go, I have a brand new top. It's something I love about the days we're living. When it comes to fashion, there's no much difference between right and wrong. The fun part is breaking the rules, and thinking outside the box. Looking at a piece of clothing, and creating our own rules. Honestly, a few years ago I would never think that it would be so cool to wear tracksuits on the street. Or that I would love to pair black with navy blue. It's good to see how slowly we're letting go of these "rules", and we prioritize our creative side. In my opinion, it's something that we should bring to other aspects of our lives as well.


scarf and bag VINTAGE | jeans WEEKDAY | sandals ESC




O 'Notes to Self' da Emilie Pine era um livro que já estava na minha wishlist há bastante tempo, mas, por alguma razão que não consigo explicar, acabava sempre por ficar um pouco esquecido. Mas, na altura em que fui de férias, queria comprar um livro não muito pesado e, finalmente, resolvi-me a comprá-lo. Apesar de ser de fácil leitura, estava completamente errada quando pensei que não seria um livro muito pesado, porque, na verdade, aborda temas bastante emotivos. Este livro é um conjunto de crónicas que exploram um pouco a vida da autora, desde os seus problemas de infertilidade, ao alcoolismo do seu pai. Gostei especialmente da crónica sobre menstruação, porque, apesar de estarmos em 2020, ainda há muitos tabus sobre este tema e ainda é visto como algo nojento ou de que se deve ter vergonha. Acima de tudo, 'Notes to Self' é um livro que aborda temas que muitas pessoas ainda têm medo de falar de uma forma informada e muito interessante. Uma coleção de crónicas fantástica.

I've been wanting to read 'Notes to Self' by Emilie Pine for a while now, but for some reason that I can't explain, I always ended up not buying it. When I went on vacation, I wanted to buy a book to take with me, preferably a light read, and I finally decided to buy it. Even though it's very easy to read, I was totally wrong when I thought it was not too heavy, because, in fact, talks about very emotional subjects. It's a collection of essays which explore the author's life. From her struggle with infertility to her father's alcoholism. I really liked the essay about menstruation, because, even though it's 2020, there are still a lot of taboos around this subject, and it's still seen as something dirty and something to be ashamed of. In the end, 'Notes to Self' is a book that talks about things people don't want to talk about in an informed and interesting way. An amazing collection of essays.


"I can no longer avoid the fear that I will lose what I have in the pursuit of what I may never have."





Eu sei que a semana ainda mal começou, mas já não fazia este post há algum tempo e tenho várias coisas que quero partilhar com vocês que eu tenho gostado muito. Por isso, na realidade, este post não se refere apenas a esta semana, mas é uma acumulação de várias coisas. Espero que gostem.


I know the week is just starting now, but it has been a while since I last did this post, and I have a bunch of things I want to share with you. So, actually, this post is not only about this week, but a bunch of things that caught my attention lately. I hope you like it.


Shop: Tarda Boutique


Se têm acompanhado o Instagram, tenho a certeza que já ouviram falar nesta loja, mas hoje falo-vos aqui também. A minha grande amiga Marta lançou o seu projeto, a Tarda Boutique, uma loja onde podem encontrar uma seleção fantástica de roupas em segunda-mão. Foi a Marta que me introduziu ao mundo do vintage e, por isso, fico muito contente que ela tenha criado o seu próprio projeto relacionado com algo que a apaixona tanto.


If you've been on Instagram, lately I'm sure you already heard about this store, but today I talk about it here as well. My good friend Marta launched her own project, the Tarda Boutique, an online store where you can find an amazing selection of second-hand clothes. Marta was the one who introduced me to the vintage world, so it makes me really happy to know she's doing something she truly loves.






Podcast Episode: Miley Cyrus on The Joe Rogan Experience


Nas férias comecei a ouvir alguns novos podcasts e, finalmente, rendi-me ao podcast do Joe Rogan. Tenho apenas ouvido os episódios com convidados que me interessam e adorei a entrevista dele à Miley Cyrus. Foi uma conversa muito honesta que adorei ouvir e foi bom ouvir uma mulher forte neste podcast.


When I went on vacation, I started listening to new podcasts, and I finally start listening to Joe Rogan's podcast. I'm not a loyal listener, I only listen to the episodes who guests I'm interested in, but I really loved the episode with Miley Cyrus. It was a very honest conversation, and it was good to listen to a strong woman in this podcast.



Clothing: Cardigan and Top Sets


Claro que tinha de incluir alguma peça de roupa e, neste caso, até são duas. Tenho adorado os sets de malha com um top e cardigan. São peças perfeitas para este tempo de transição que se avizinha e acho mesmo muito cute.


Obviously, I had to include a piece of clothing, in this case, two pieces of clothing. I'm really into these knitted sets with a top and a matching cardigan. They're the perfect piece of clothing for this transitional time, and I find it very very cute.



Event: Feira do Livro


A feira do livro está neste momento a decorrer e aconselho mesmo a visitarem. Como sabem, adoro livros, por isso é o sítio perfeito para encontrar bons livros com bons descontos. Além disso, o programa também está muito bom, vejam o calendário e tenho a certeza que vão encontrar algo para verem. Eu, por exemplo, já tenho alguns concertos em vista.


This one is only for my Portuguese readers, but every Summer there's a book market here in my city, and besides finding books with very good deals, it also has a very good schedule with some music shows I'm planning to go to.

 


Pois é, como perceberam pelo título, este mês vou fazer uma viagem. Depois de duas viagens canceladas por razões óbvias, daqui a umas semanas embarco numa nova viagem. Vou a uma cidade à qual nunca fui, mas sempre quis muito visitar. No entanto, o sentimento que tenho desta vez é bem diferente do sentimento que antecede todas as minhas viagens. Se antes ficava super entusiasmada, neste momento estou num misto de emoções. Estou super entusiasmada, como é óbvio, afinal de contas vou conhecer um país e cidade nova. Tenho imensas saudades de viajar e daquele sentimento de descobrir uma cidade pela primeira vez. De explorar e, acima de tudo, de ser turista. De fotografar, de me perder pelas ruas e de finalmente chegar ao destino desejado. Vou com uma grande amiga minha, por isso tenho a certeza que irá ser uma viagem memorável. Mas, no meio de todo este entusiasmado, confesso que tenho um outro sentimento que nem sei muito bem como descrever. Não é medo, não é receio, mas talvez um pouco dos dois. Passamos por meses difíceis e tudo isto está longe de acabar. Apesar de estar a acompanhar todas as notícias, não sei exatamente como vou encontrar a cidade. É uma situação diferente e algo pelo qual nenhum de nós alguma vez passou. Viajar passou a ter uma quantidade de novas regras e penso que este sentimento que tenho é completamente normal. No fundo, sei que me vou divertir imenso e este "medo" serve para me manter alerta, mas gostava imenso de saber se algum de vocês fez uma viagem fora do país nestes últimos tempos. Deixem-me o vosso feedback nos comentários. E, claro, estejam atentos que em breve vão ver para onde vou e, obviamente, vou partilhar tudo com vocês.

That's right, as you can tell by the title of this post, next month I'm going on a trip. After two trips cancelled for obvious reasons, in a few weeks, I'm going on a new trip. I'm going to a city I've never been to before, and that I always wanted to go to. However, this time I have a very different feeling than before. If before I used to be very excited, right now I'm in a mix of emotions. I'm very excited, after all, I'm visiting a new country and a new city to me. I miss travelling so much, and that feeling of visiting a city for the first time. Exploring, and just be a tourist. Shooting new stuff, get lost on the streets, and then finding my destination. I'm going with a very good friend, so I'm sure it's going to be a memorable trip. But, in the middle of all this excitement, I have to confess that I'm feeling something that I can't even describe. It's not fear, it's not apprehension, but maybe a mix of both. We've been through some tough months, and it's far from ending. Even though I've been following the news, I don't really know how I'm going to find the city. Travelling has now a bunch of new rules, and I think this feeling it's very normal. We are all going through something we have never been to before in our lives. Deep down, I know I will have a lot of fun, and this "fear" only makes me more alert, but I would love to know if any of you went on a trip these last couple of months. Leave me your feedback on the comments. And stay tuned, because soon you will see where I'm going to, and obviously I'm going to share everything with you.




Desde que me lembro que a minha mãe é uma grande fã do José Saramago, por isso, como podem imaginar, tenho uma coleção bastante grande de livros deste autor. Peguei neste livro, 'As Pequenas Memórias', um pouco sem saber com o que contar e, para minha grande surpresa, é um livro de memórias. Como sabem, é dos livros que mais gosto de ler, por isso, foi um livro que acabei muito rapidamente. Retrata um período muito específico da sua vida, focando-se na sua infância e ao longo da sua leitura vamos descobrindo vários episódios aleatórios da sua infância. Tal como o próprio disse, "queria que os leitores soubessem de onde saiu o homem que sou" e foi isso mesmo que senti quando acabei este livro. Senti que passei a conhecer este génio um pouco melhor. Mas tenho que ser honesta, apesar de estar escrito de uma forma muito bonita, não é um livro que vos vai fazer apaixonar por José Saramago, diria até que este é um livro apenas para fãs, mas gostei imenso de conhecer a infância deste escritor e da sua perspectiva da mesma.


Since I remember that my mom is a huge fan of José Saramago, so, as you can imagine, I have a huge collection of his books. I grabbed this one, 'As Pequenas Memórias', without knowing what to expect, and, to my surprise, it's a memoir. As you know, that's my favourite kind of book, so I read it very quickly. He shows us how was his life in a very specific moment, focusing on this childhood and, while we read it, we found out very random episodes of this life. As he said, "I wanted the readers to know where the man I am came from" and that's how I felt when I finished this book. I felt I knew this genius on another level. But I have to be honest, even though it's very beautifully written, this book will not make you fall in love with Saramago, I think it's a book fans will love, but it's not for everyone. But I loved knowing more about this childhood and his perfective of it. Highly recommend it.




"Deixa-te levar pela criança que foste".

 


E passado uma semana, aqui estão as fotografias analógicas das minhas férias. Já há algum tempo que não usava a minha point&shoot e foi bom voltar a usá-la. Apesar de adorar a minha câmara manual, sinta saudades da facilidade e rapidez de uma point&shoot. Quanto aos sítios das fotografias já vos falei um bocadinho NESTE POST, mas podem ver fotografias da Foz do Arelho, São Martinho do Porto e das Berlengas (a cor da água não engana). Espero que gostem das fotografias.


And a week later, here are the film photos from my vacation. It has been a while since I last used my point&shoot camera, and I have to say that was really good to use it again. Even though I love my manual camera, I missed the fastness and easiness of a point&shoot. You can see photos from Foz do Arelho, São Martinho do Porto and Berlanga's island (the colour of the water is so beautiful), but you can read more about all those places in THIS POST. I hope you like the photos.


Contact

© Fashion Mask.
Design by The Basic Page