Muito se tem falado no síndrome do impostor. Se não sabem o que é, basicamente, é uma desordem em que a pessoa tem dificuldade em reconhecer as suas capacidades e estimula a auto-sabotagem. No entanto, acho que existe uma grande diferença entre isto e saber reconhecer as nossas fraquezas. Acho que até pode ser bastante poderoso estarmos a par disso e dar-mos a volta por cima. Por exemplo, eu sei que não tenho jeito nenhum a falar para a câmara, logo não o faço na Instagram Stories por exemplo. Por isso, arranjei uma forma diferente de comunicar com vocês, partilho fotografias e se achar que devo dizer mais alguma coisa, escrevo textos. Pela mesma razão não criei um podcast. Era uma ideia que tinha há algum tempo. Queria criar um podcast sobre feminismo e até cheguei a gravar algumas coisas, mas não gostei nada. Não era natural, não era concisa e não conseguia transmitir a mensagem. Agora se isto é o síndrome do impostor admitir esta minha fraqueza, aqui vou ter de discordar. Sei que sou forte a criar conceitos, a fotografar e até mesmo a escrever, mas falar para um microfone sei que não sou boa. Não podemos ser todos bons a fazer tudo, há pessoas que têm mais talento para umas coisas e outras para outras e saber reconhecer isso não tem nada de impostor, apenas conhecemo-nos tão bem que somos capazes de admitir que certa coisa não é para nós.


I've been hearing so many things about impostor syndrome lately. If you're not familiarized with the term, it's basically a psychological pattern in which an individual doubts their skills, auto-sabotaging themselves. However, I think there's a huge difference between that and actually being aware of our own weaknesses. I actually think it can be very powerful to be aware of that and make it on the other side. I mean, let's look at myself. I know I'm no good at talking to a camera, so I don't do it on Instagram Stories. But that made me found a new way to communicate with you, I share photos and if I feel I have something else to say I add a text. For the same reason, I didn't create a podcast. It was something that was on my mind for a while. I wanted to create a podcast about feminism, and I even recorded some episodes, but I just didn't like it. I wasn't natural, and I didn't know how to share my message. Now if this is imposter syndrome, I would have to disagree. I know I'm good at creating concepts, taking photos, and even writing, but I also know I'm not good at talking to a microphone. We can't all be good at everything, some people have more aptitude for certain things and others for other things. Recognizing that there's nothing impostor about it, we just know ourselves so well that we are capable of admitting that certain thing is not for ourselves.


shirt and bag VINTAGE | trousers PULL&BEAR | sneakers CONVERSE

Post a comment

Contact

© Fashion Mask.
Design by The Basic Page