Não sei se este livro se pode considerar um clássico, mas é escrito por um dos maiores escritores dos nossos tempos: Milan Kundera. E o livro em questão é 'A Insustentável Leveza do Ser'. Para ser sincera, este é mais um daqueles livros que não sei muito bem o que dizer. Kundera é um escritor nada convencional. Ele usa a narrativa e as personagens para explicar a sua filosofia de vida e é nisto que esta obra se foca. Em 'A Insustentável Leveza do Ser', ele conta a história de uma jovem mulher que se apaixona por um homem dividido entre o seu amor por ela e a sua vida como mulherengo incorrigível. Mas, no fundo, todo o livro é sobre a fragilidade do amor, do destino e da liberdade humana. Não esperem identificar-se com as personagens, pois é provável que as odeiem a todas. Todos os seus atos são bastante difíceis de compreender. O escritor tenta torná-los um pouco poéticas, mas é, sem dúvida, algo que não gostei neste livro. O escritor, por vezes, perde-se nos seus pensamentos filosóficos, o que me fez também perder-me durante a sua leitura e isto pode ser bastante enervante para nós como leitores. É daqueles livros que se odeia ou se adora, eu ainda não sei com qual dos grupos me identifico mais, mas, talvez por isso, acabei este livro a saber que o vou ler novamente. Já algum de vocês leu este livro? O que acharam?

I don't know if you can consider this book a classic, but it's written by one of the greatest writers of our times: Milan Kundera. And the book I read is 'The Unbearable Lightness of Being'. To be honest, this is one of those books that I don't really know what to say about. Kundera is an unconventional writer. He uses plots and characters as tools to explain his philosophy about life and that's what's this story is all about. In this novel, he tells the story of a young woman in love with a man torn between his love for her and his incorrigible womanizing. But, deep down, it's mainly about the fragility of destiny, love and our freedom. If you think you will relate to the characters, you are completely wrong. Actually, you will probably hate them all. All their actions are so hard to understand. He tries to make them sound poetic, but that's something I didn't like about this book. Also, the author gets lost in his philosophical ramblings a lot throughout the book which makes you get lost while you're reading, and that can be really annoying. It's one of those books you either love or hate. I still don't know which group I belong to and, maybe, that's why I finished this book thinking I have to read it again. Have any of you read this book? What did you think about it?




"There is no perfection only life."

Post a comment

Contact

© Fashion Mask.
Design by The Basic Page