My Thoughts On 'The Goldfinch'

My Thoughts On 'The Goldfinch'


O primeiro livro que li este ano e, como já disse no meu Instagram, estou um pouco em conflito sobre o que achar dele.  É um livro enorme, com cerca de 900 páginas, e é bastante difícil falar sobre ele sem dar grandes spoilers, mas vou fazer o meu melhor. A história é contada por Theo, um rapaz de 13 anos que sobrevive a um terrível acidente em que a sua mãe morre, no dia em que visitavam o Metropolitan Museum. Apesar de toda a confusão do acidente, o adolescente rouba do museu o quadro favorito da sua mãe, O Pintassilgo. Tenho dificuldade em falar sobre este livro, pois, por vezes, o nível de detalhes é tão grande que se pode tornar aborrecido, mas, apesar disto, nunca perdi a vontade de o continuar a ler. No entanto, mais ou menos a meio do livro, a história avança 10 anos e foi esta segunda parte que realmente me cativou. Mas não há dúvida nenhuma que a Donna Tartt é uma excelente escritora. É um livro sobre amor e perda, sobre a capacidade de nos reinventarmos e uma carta de amor à arte. Apesar de não me ter cativado logo de início, sem dúvida, que é um livro que recomendo. Já o li há algumas semanas e ainda há certos parágrafos deste livro que me estão na cabeça. Descobri também que no ano passado saiu um filme baseado neste livro, por isso, sem dúvida, que é o próximo filme a ver, estou bastante curiosa com a forma como o adaptaram para o cinema.

So here is the first book I've read this book and, as I said on my Instagram, I'm a bit conflicted about it. It's a massive book, around 900 pages to be more precise, and it's really hard to talk about it without spoiling it, but I will do my best. The story is told by Theo, a 13-year-old boy that survives a terrible accident at the Metropolitan Museum, unfortunately, his mother dies at the same accident. Between all the mess, the boy steals his mother's favourite painting, The Goldfinch. It's hard for me to write about this book because sometimes it's so detailed that can get a bit boring, but I never wanted to abandon it. However, around the middle of the book, the story jumps 10 years, and this second part really captived me. But no doubt that Donna Tartt is an excellent writer. It's a book about love and loss, about the capacity to reinvent ourselves, and a love letter to great art. Even though it didn't captivate me right away, I really recommend its reading. I read it a few weeks ago, and there are a few quotes that are still in my mind, it's a very memorable book. I also found out that, last year, there was a movie based on this book, so that's definitely on my list of movies to watch, I'm really curious about it.


"When you feel homesick, 'he said, 'just look up. Because the moon is the same wherever you go."
  1. Vou sem dúvida querer ler este livro! A citação q fizeste deu-me literalmente arrepios na espinha.. Muito bonita mesmo 😊

    ReplyDelete