The Age Of All Fake Everything

The Age Of All Fake Everything


Já repararam que vivemos uma altura em que tudo o que é falso é quase a norma hoje em dia? Abrem o Instagram e é pestanas falsas, bronzeado falso e unhas falsas por todo o lado. Já para não falar daquelas mudanças mais drásticas como os lip fillers ou o aumento do peito. Não estou com isto a querer dizer que seja mau, mas, esteticamente, eu não gosto. Acho tudo o que seja natural bem mais bonito, mas parece que este tipo de pensamento é bastante raro nos dias de hoje. Vivemos numa altura em que tudo o que é falso é visto como o ideal de beleza. E, sinceramente, não sei até que ponto isto é saudável? Não estamos nós a querer esconder as nossas imperfeições a todo o custo e a tornarmo-nos clones uns dos outros? Li esta frase um dia destes e acho que faz todo o sentido mencioná-la neste post: "Que acto rebelde é amares-te a ti próprio naturalmente, num mundo de falsas aparências". Vamos então tentar ser mais rebeldes e amar as nossas imperfeições.

Have you noticed that we live in a time that everything fake is kind of the rule? You open your Instagram and it's fake lashes, fake tan and fake nails everywhere. And not to mention more drastic changes like lip fillers of breast implants. I'm not saying this is bad, I'm just saying that, aesthetically, I don't like it. To me, everything natural is so much more beautiful, but I feel like thinking like this is very rare nowadays. We live a time where fake is seen as standard beauty. And, honestly, I don't know how healthy that is. Aren't we trying to disguise our imperfections and becoming clones of each other? I read this quote the other day and it makes so much sense to mention it in this post: "What a rebellious act it to love yourself naturally in a world of fake appearances." So let's try to be more rebel and love our imperfections.

bodysuit and sandals ZARA | jeans H&M | bag VINTAGE

photos by MARTA
  1. Já manifestado o meu "amor" por essa mala no post das malas a 1€ (xD) mas tenho também de manifestar o meu amor pelo look todo! Até porque uma das razões pelas quais o adoro bate com o texto que acompanha o post! É a simplicidade de tudo, é o facto de parecer que é real e que é algo que qualquer comum mortal pode usar no seu dia-a-dia, conseguir "parecer cool" e, ainda assim conseguir fazer tudo aquilo que tem que fazer ao longo do seu dia. Estou cada vez mais fã deste tipo de roupa, algo prático mas não demasiado descuidado/desleixado, sem ter que fazer uma grande esforço para combinar as peças, roupas básicas sem grandes padrões, gangas, e depois rematar com algum acessório ou algo com um pormenor, só para dar aquela vibe de diversão, não me aborrecer e ao mesmo tempo dar algo de pessoal/personalidade ao look! Sem grandes padrões, nem brilhos (e não é que eu também não goste desse tipo de roupa, mas acho que para o dia-a-dia às vezes torna-se uma bocado irreal de usar). E tu consegues sempre isto com os teus looks, é por isso que adoro mesmo o teu blog! E acho que fazer a analogia do que escrevi com o que acontece actualmente com a aparência física é perfeitamente aceitável! Parece que toda a gente quer, de repente, pertencer a um estereótipo físico imposto nem se sabe bem como, quando e porquê, mas de forma a que parecem todas iguais, nada naturais.. Acho ridículo até! Compreendo e aceito que uma pessoa tenha o poder de fazer o que pode para se sentir o melhor possível dentro do seu próprio corpo, mas acho sinceramente que o que prevalece na maioria dos casos é o querer mesmo querer parecer-se com x ou y pessoa, e isso não é de todo saudável!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Não imaginas o quão feliz fico com os teus comentários! Ter leitoras como tu, é uma das razões pelas quais continuo a fazer isto :)
      E quanto aos que disseste sobre o tema do post, concordo a 100%. Cada um tem o poder de fazer o que quer com o seu corpo e, se for para se sentir melhor nele, acho muito bem que se façam determinadas mudanças, mas acho que hoje em dia, estas mudanças apenas são feitas para pertencer a um determinado estereótipo físico.

      Delete