Desde que me lembro que compro revistas. Acho que das primeiras que cheguei a comprar (ou a pedir que me comprassem) foi a revista da Barbie, bons velhos tempos. Mas, rapidamente, passei para a revista de todos os adolescentes, a Bravo. Quem não se lembra da Bravo, sinceramente, para mim (e acho que para toda a gente), a única razão pela qual a comprava eram os posters, se trouxesse posters do Twilight era garantido que a revista vinha comigo para casa (Edward team btw). Passado uns tempos passei para as revistas de moda e foi então que comecei a minha colecção de Vogue's portuguesas (já tenho tantas que acho que posso mesmo chamar colecção). Isto para vos dizer que nunca deixei de comprar revistas. Numa altura que cada vez mais publicações fecham, dando prioridade ao digital, eu continuo a preferir mil vezes as revistas em papel. Não há nada como folhear uma revista, ver os seus editoriais, ler as entrevistas e saber que a podemos guardar para quando quisermos voltar a ver. E acho que como eu, existem muitas outras pessoas e, por isso, acho que as revistas nunca irão acabar. Sim, podem existir menos, mas tal como a televisão não acabou com a rádio (era algo que diziam na altura), também não acho que o mundo digital irá acabar com as revistas. Mas digam-me, vocês também ainda compram revistas?

Since I can remember that I buy magazines. I think the first one I started buying (or asked to buy it to me) it was the Barbie magazine, the good old times. But quickly I went to the magazine of all teenagers, Bravo. Who doesn't remember Bravo magazine? Honestly to me (and I think everyone) the only reason to buy it was the posters, if the magazine brought a Twilight poster it was going home with me for sure (Edward team btw). After a while I went to the fashion magazines and it was when my collection of Vogue's started (I have so many that I think I can call it a collection). All of this to tell you that I've never stopped buying magazines. In a time that more and more magazines decide to close and go digital, I still prefer flicking through pages in a magazine, see the editorials, read the interviews and know that I can keep it and see it again whenever I want to. And I think that like me, there's a lot more people and that's why magazines will never end. Yes, it can be less publications in the market, but just like television didn't end up with the radio (something people told at the time), I don't think the digital world will end up with magazines. But tell me, do you still buy magazines?

2 comments

  1. Ei, que nostalgia me deu agora, a Bravo... Eu comprava-a sempre mas não era pelos posters, era pelos brindes xD e, claro, também adorava fazer os questionários.
    Por muito que goste de blogs e do digital, continuarei sempre a ler revistas :).
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ReplyDelete
  2. A Bravo, caramba! :p Nessa altura comprava muitas. Passei pelo Nosso Amiguinho, Barbies, Bravos, Super Pop, até a Happy xD entretanto deixei-me de revistas. Não por não gostar, que até gosto, mas porque acabava por não as ler com atenção...enfim. Hábitos!

    Jiji

    ReplyDelete

Instagram